É falso que produção do JN entregou respostas a Lula durante entrevista

Por Luiz Fernando Menezes

29 de agosto de 2022, 17h48

Não é verdade que a produção do Jornal Nacional entregou folhas de papel com respostas para o candidato petista, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante a entrevista na edição de 25 de agosto, como afirmam postagens nas redes sociais (veja aqui). As folhas que aparecem na imagem são manuseadas pela apresentadora Renata Vasconcellos, que não aparece no enquadramento, segundo a Globo. A assessoria do candidato petista também nega a alegação.

Publicações com a alegação enganosa somavam mais 100 mil compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (25) e também circulam no Instagram e no Kwai.


Selo falso

Posts enganam ao dizer que papeis que aparecem na entrevista do Jornal Nacional foram entregues a Lula

Publicações nas redes sociais usam um trecho da entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Jornal Nacional, no dia 25 de agosto, para alegar que a produção do programa teria entregado respostas ao candidato no decorrer da sabatina. Na verdade, as imagens mostram folhas manuseadas pela âncora Renata Vasconcellos, que não foram entregues ao petista.

Conforme explicado pela Globo em nota, “Renata Vasconcellos aparece de costas na câmara encarregada de filmar Lula, folheando as suas próprias anotações”. Por causa do ângulo da câmera, é possível ver parte do braço da entrevistadora e seus movimentos durante alguns trechos da entrevista (veja exemplos abaixo).


Imagem mostra diferentes frames da entrevista que atestam que o braço de Renata Vasconcellos aparecia durante respostas de Lula.
Ângulo. Em diferentes momentos da entrevista, é possível ver o braço de Renata Vasconcellos, que estava na frente de Lula (Reprodução/Globoplay)

Em nota enviada ao Aos Fatos, a assessoria de imprensa do candidato negou a alegação e disse que é uma “tese absurda”.

Leia mais
Tempo Real Checamos a entrevista de Lula ao Jornal Nacional

O Jornal Nacional entrevistou os quatro presidenciáveis mais bem colocados na pesquisa Datafolha do dia 18 de agosto. Desde então, o programa tem sido alvo de diversas peças de desinformação. O Aos Fatos desmentiu, por exemplo, que a audiência da emissora teria caído vertiginosamente após a entrevista de Jair Bolsonaro (PL), no dia 22, e também que a Globo teria uma dívida de R$ 10 bilhões em impostos com a União.

Referências:

1. Aos Fatos (1, 2 e 3)
2. G1 (1 e 2)
3. Globoplay


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.