🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

É falso que PF descobriu que governo Lula deixou rombo de R$ 1 trilhão no BNDES

Por Luiz Fernando Menezes

4 de fevereiro de 2021, 11h59

Não é verdade que a PF (Polícia Federal) descobriu que “quase R$ 1 trilhão” foi desviado do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como alegam posts nas redes sociais (veja aqui). Não há nenhuma informação semelhante no site oficial da PF ou na imprensa e o banco nega que haja rombo em suas contas.

A peça de desinformação circulou inicialmente em abril de 2019, mas voltou a viralizar na última semana. No Facebook, publicações semelhantes reuniram ao menos 6 mil compartilhamentos entre a última terça-feira (2) e a tarde desta quarta-feira (3). Todas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação do Facebook (saiba como funciona).


É falso que a Polícia Federal teria descoberto um rombo de quase R$ 1 trilhão no BNDES deixado pelo ex-presidente Lula. Em nota ao Aos Fatos, a polícia informou que todas as ações e operações são divulgadas no site oficial. Não há nenhuma informação semelhante à essa na página da corporação.

O BNDES também negou ao Aos Fatos que haveria um rombo em suas contas e ressaltou que registrou lucro de R$ 8,73 bilhões no terceiro trimestre de 2020 e mantinha R$ 134,5 bilhões em tesouraria. Os valores podem ser conferidos no site oficial da instituição.

Aos Fatos procurou ainda por notícias relacionadas à essa alegação, sem sucesso. Um valor aproximado (R$1,3 trilhão) aparece em notícias sobre uma auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) que analisou operações de apoio do banco entre 2009 e 2016 que totalizavam esse montante. A auditoria, no entanto, não cita em nenhum momento que o valor “sumiu” ou foi desviado pelo ex-presidente.

A publicação utiliza como fonte da informação um texto publicado pelo site Jornal do País (atualmente fora do ar) que afirmava que a PF teria dito que Lula seria o ex-presidente mais rico da história brasileira. Em 2019, quando a informação viralizou pela primeira vez, a polícia negou a declaração: “A PF se manifesta através de relatório de inquérito, que é encaminhado à Justiça no final de cada investigação”.

Conforme explicado em checagem anterior, o patrimônio de Lula, em 2018, estava orçado em R$ 12,3 milhões, valor que engloba a soma de imóveis, veículos, aplicações financeiras e outros bens acumulados por ele e a ex-mulher Marisa Letícia em 43 anos de casamento.

Referências:

1. BNDES
2. UOL
3. Aos Fatos

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.