🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

É falso que novo estudo comprova eficácia da ivermectina contra Covid-19

Por Priscila Pacheco

11 de março de 2021, 18h45

Não é verdade que tenha sido publicado um novo estudo que comprove a eficácia da ivermectina contra a Covid-19, como sustentam publicações que têm circulado nas redes sociais (veja aqui). A pesquisa citada nas peças de desinformação é uma metanálise (sínteses de resultados de pesquisas científicas) com diversos problemas de metodologia, como já mostrou o Aos Fatos em checagem anterior. Segundo autoridades de saúde, ainda não há dados suficientes que provem a eficácia do vermífugo para prevenir ou tratar a Covid-19.

A peça de desinformação conta com ao menos 1.500 compartilhamentos nesta quinta-feira (11) no Facebook e foi marcada com o selo FALSO na ferramenta de verificação da plataforma (saiba como funciona).


Saiu um novo estudo mundial sobre a Ivermectina. É impressionante!

Circulam nas redes sociais postagens que dizem que um novo estudo provou a eficácia da ivermectina no tratamento da Covid-19. No entanto, ainda não há estudos suficientes para comprovar que o vermífugo previna ou trate a infecção. A referência indicada nas postagens é um site chamado ivmmeta, que diz fazer metanálises (sínteses de resultados de pesquisas científicas) e que o Aos Fatos já mostrou que tem problemas de metodologia.

Entre as falhas, por exemplo, está a inclusão na mesma metanálise de tipos de estudos que não são comparáveis e que aplicaram a droga em dosagens e grupos de controle diferentes.

De acordo com o NIH (National Institutes of Health ou Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos), ainda não há dados suficientes sobre a eficácia da ivermectina. No dia 5 de março, o FDA (Food and Drug Administration, agência reguladora de medicamentos e alimentos dos EUA) publicou um alerta pedindo que a população dos Estados Unidos não tomasse o vermífugo para tratar a Covid-19.

O FDA também ressaltou que estudos iniciais ainda estão sendo realizados. Em fevereiro, a empresa fabricante do medicamento fora do Brasil, a MSD (Merck Sharp and Dohme), também disse que faltam dados.

No Brasil, um ensaio clínico liderado pela UFCE (Universidade Federal do Ceará) deve apresentar resultados em abril.

As publicações em defesa do uso da ivermectina têm sido recorrentes durante a pandemia de Covid-19 e foram checadas por Aos Fatos (veja aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui).

Referências:

1. Aos Fatos (1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9)
2. NIH
3. FDA
4. MSD
5. Clínical Trials


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.