🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

É falso que homem confessou ter matado crianças desaparecidas em Belford Roxo

Por Marco Faustino

12 de janeiro de 2021, 19h44

Não é verdade que um homem teria confessado que matou durante um ritual de magia as três crianças desaparecidas desde dezembro em Belford Roxo (RJ), conforme alegam nas redes sociais (veja aqui). De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio, a pessoa encaminhada à DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) após ser apreendida por moradores de uma comunidade não tem relação com o desaparecimento.

O conteúdo enganoso reunia ao menos 26.930 compartilhamentos no Facebook nesta terça-feira (12) e foi marcado com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


"Um homem foi capturados (sic) por populares na comunidade do Castelar, em Belford Roxo, e confirmou em depoimento a DHBF que matou os meninos pra fazer ritual de magia negra”

Não é verdade que um homem, capturado por moradores da comunidade do Castelar, em Belford Roxo (RJ), confessou ser responsável pela morte de três crianças que desapareceram no município no fim de dezembro do ano passado. Em nota, a Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio informou que o encaminhado à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) não tem relação com o desaparecimento. Após investigação e análise dos fatos, essa possibilidade foi descartada, segundo o órgão.

Ao Aos Fatos, a secretaria negou que o homem pratique magia e disse que não existe linha de investigação hoje baseada nesta informação, que classificou como boato.

As três crianças saíram de casa no dia 27 de dezembro por volta das 10h30 para brincar num campo de futebol ao lado do condomínio onde moram, segundo o G1. De acordo com as famílias, os meninos estavam acostumados a brincar sozinhos e costumavam voltar para casa por volta das 14h para almoçar. Dessa vez, no entanto, eles não retornaram.

De acordo com a Polícia Civil, desde o registro do desaparecimento das crianças, a delegacia de Belford Roxo ouviu familiares e testemunhas e realizou diligências em pelo menos 30 locais na capital e nos municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, com base em depoimentos e notícias de possíveis regiões onde os meninos teriam sido vistos, informou o UOL.

As crianças seguiam desaparecidas até a publicação desta checagem.

Esta peça de desinformação também foi checada pela Lupa.

Referências:

1. UOL
2. PCERJ
3. G1
4. Lupa

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.