É falso que Flávio Bolsonaro ironizou garçom que segurava guarda-chuva quando foi morto

Compartilhe

Uma imagem que circula no Facebook e no WhatsApp atribui ao senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) uma frase que ele jamais disse. A montagem dá a entender que o filho do presidente eleito ironizou a morte do garçom Rodrigo Alexandre da Silva Serrano, o que é mentira.

Morador do morro Chapéu Mangueira, no Rio de Janeiro, Serrano morreu em 17 de setembro após levar três tiros enquanto esperava a família dele sob chuva. Segundo uma reportagem da Ponte, moradores disseram que policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) atiraram no garçom após confundirem o guarda-chuva que ele segurava com um fuzil. A montagem utiliza uma reprodução do texto, que também foi publicado no El País.

Denunciada por usuários do Facebook, a imagem que atribui de modo falso a Flávio Bolsonaro uma ironia sobre o garçom assassinado teve mais de 1.500 compartilhamentos até a tarde desta terça-feira (6) e foi marcada por Aos Fatos com o selo FALSO na ferramenta de checagem da rede social (entenda como funciona).

Veja abaixo, em detalhes, o que checamos.


FALSO

Flávio Bolsonaro: “Um elemento negro, andando perto de uma favela, com um guarda-chuva na mão. Queria o quê? Correu o risco. A culpa não é da polícia".

O senador eleito Flávio Bolsonaro jamais disse essa frase. Não há nenhum registro público de que ele tenha sequer comentado o assassinato de Serrano, que aconteceu em 17 de setembro.

Buscas no Twitter do senador eleito com as palavras “negro”, “guarda-chuva”, “garçom” e “culpa” indicam que ele não escreveu a respeito do assassinato de Serrano, e o mesmo ocorre na página de Facebook.

A assessoria de imprensa de Flávio Bolsonaro também negou que ele tenha dito a frase atribuída a ele na montagem, que também foi desmentida pelo site Boatos.org e pela Agência Lupa.

No sábado (3), o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), fez uma referência debochada ao assassinato de Serrano por meio de seu perfil oficial Twitter. Ele compartilhou uma mensagem do usuário @oiluiz, em que há uma foto de cinco homens negros armados com fuzis acompanhada da legenda: “Acho que vai cair uma tempestade, olha quanto guarda-chuva.”

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas