É falso que eleitor sem cadastro biométrico não poderá votar neste ano

Por Priscila Pacheco

27 de janeiro de 2022, 13h21

Não é verdade que eleitores sem o cadastro biométrico serão impedidos de votar nas eleições deste ano, como alegam postagens nas redes sociais (veja aqui). O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) afirma ser necessário apenas apresentar o documento de identificação e regularizar o título de eleitor até 4 de maio. A corte interrompeu o cadastramento de biometria em 2020 devido à pandemia de Covid-19, e não há data para a retomada.

As postagens enganosas contam com centenas de compartilhamentos no Facebook nesta quinta-feira (27) e também têm sido compartilhadas no WhatsApp (fale com a Fátima).


Selo falso

BIOMETRIA PARA ELEIÇÃO. Muita atenção: o cadastro eleitoral se encerra em 04 de maio de 2022. Quem não tiver cadastrado a BIOMETRIA até lá NÃO PODERÁ VOTAR!!!

Eleitores que ainda não cadastraram a biometria não serão impedidos de votar no pleito deste ano. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informou que basta apresentar um documento de identidade e regularizar o título eleitoral até 4 de maio.

O cadastramento biométrico foi interrompido pelo TSE em 2020 devido à pandemia de Covid-19, pois a coleta de digitais só pode ser feita presencialmente. Não há data prevista para que ele seja retomado.

A postagem afirma que o cadastro biométrico poderá ser feito até 4 de maio. Esse é, na verdade, o prazo para que eleitores solicitem a primeira via do título, peçam a transferência do local de votação ou regularizem pendências sobre ausência ou justificativa por não votar nas últimas três eleições. A data é determinada pela Lei das Eleições e os procedimentos podem ser realizados pelo sistema Título Net.

Referências:

1. TSE (Fontes 1, 2, 3 e 4)
2. TRE Pernambuco
3. Site do Planalto


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.