É falso que Doria aumentou imposto sobre heranças e doações de 4% para 8% em SP

Compartilhe

O governador de São Paulo, João Doria, não reajustou o ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) de 4% para 8%, como alegam nas redes sociais (veja aqui). Na realidade, o que existe é um projeto de lei apresentado por deputados do PT na Assembleia Legislativa paulista que estabelece alíquotas mais altas de acordo com o valor dos bens herdados ou doados. A proposta, entretanto, está parada na Comissão de Constituição, Justiça e Redação desde junho de 2020, sem previsão de votação.

As postagens enganosas contam com centenas de compartilhamentos nesta quinta-feira (18), e circulam no WhatsApp (Fale com Fátima).


Selo falso

Com marca d'água com o selo falso, reprodução mostra corrente com informações falsas que circula no WhatsApp

Não é verdade que João Doria (PSDB), governador de São Paulo, reajustou a alíquota do ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação) no estado de 4% para 8%. O projeto de lei citado nas postagens checadas, 250/2020, foi apresentado pelos deputados estaduais José Américo (PT) e Paulo Fiorillo (PT) e prevê um aumento progressivo na cobrança do tributo de 4% a até 8% de acordo com o valor dos bens. A proposta está parada desde o ano passado em uma das comissões da Assembleia Legislativa paulista.

Hoje, o ITCMD em São Paulo tem alíquota de 4% e incide sobre imóveis que custam mais de R$ 145.450. Abaixo desse valor, há isenção. Em abril do ano passado, os petistas apresentaram o projeto que amplia progressivamente a cobrança do atual patamar a até 8%, com a justificativa de que heranças e doações estariam sub-tributadas e que os recursos poderiam ser empregados em ações de combate à pandemia de Covid-19.

O projeto, que está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação sem prazo de votação, aumenta o limite de isenção para R$ 290.900 e cria alíquotas intermediárias entre 4% e 8%. Nesta última faixa, seriam tributados heranças e doações superiores a R$ 2.618.100. Os valores foram convertidos a partir da Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), que equivale a R$ 29,09 pela tabela de 2021.

Este modelo de tributação progressiva do tributo já é empregado em outros estados brasileiros hoje, como o Rio de Janeiro.


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos do Facebook. Veja aqui como funciona a parceria.

Referências

  1. Secretaria da Fazenda e Planejamento (1 e 2)
  2. Assembleia Legislativa de São Paulo (1, 2, 3 e 4)
  3. Jota

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas