É falso que deputado do PT propôs obrigar policiais a portar armas descarregadas

Por Luiz Fernando Menezes

21 de junho de 2022, 12h23

Não é verdade que um deputado federal do PT propôs um projeto de lei para determinar que policiais portem armas descarregadas, como afirmam publicações nas redes sociais (veja aqui). O parlamentar citado, Silvio Dias, não existe, tampouco um projeto com o número 5.439/2022. As postagens também simulam o design do G1, mas o site nunca publicou notícia semelhante.

As postagens enganosas acumulavam ao menos 2.000 curtidas no Instagram e centenas de compartilhamentos no Facebook nesta segunda-feira (20).


Selo falso

Projeto de Lei 5439/2022 Deputado Silvio Dias PT-AM para policial portar arma sempre descarregada.

Post falsifica matéria do G1 para inventar que deputado petista propôs descarregar armas de policiais

É falso que um deputado federal do PT do Amazonas chamado Silvio Dias tenha proposto um projeto para que policiais andem sempre com armas descarregadas, como afirmam postagens nas redes sociais. Não existe um deputado petista com esse nome nem há proposta com esse texto, ou com o número 5.439/2022, na Câmara dos Deputados.

As postagens compartilham uma simulação de reportagem publicada pelo G1 . O título e o autor citados pelas peças desinformativas não existem no portal do Grupo Globo, e também não há qualquer menção ao suposto PL. E não há parlamentares com o nome de Silvio Dias nas bancadas do PT na Câmara dos Deputados ou na Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas). Há apenas um vereador de mesmo nome em Feira de Santana (BA), que nunca propôs projeto semelhante.

Uma ideia parecida com a citada nas postagens foi apresentada pelo então deputado estadual de Goiás Major Araújo (PL) em 2011. O projeto, que requisitava que os policiais militares goianos fossem desarmados, foi considerado inconstitucional. Em entrevista, Araújo, que nunca foi do PT, explicou que apresentou o PL em forma de protesto após PMs goianos terem sido acusados de participar de um grupo de extermínio.

Referências:

1. Câmara dos Deputados (1 e 2)
2. Aleam
3. Câmara de Vereadores de Feira de Santana
4. Alego
5. Major Araujo.com


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.