🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

É falso que Biden disse que não quer ser apresentado a Bolsonaro

Por Luiz Fernando Menezes

27 de novembro de 2020, 13h14

Não há registros de que o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, tenha dito que não quer que o apresentem ao presidente Jair Bolsonaro enquanto o Brasil não eleger outro presidente. Não foi encontrada nenhuma declaração semelhante em busca realizada pelo Aos Fatos na imprensa nem nas redes sociais oficiais do democrata.

No Facebook, publicações (veja aqui) que veicularam a falsa declaração como se fosse uma fala verídica de Biden reuniam ao menos 4.700 compartilhamentos nesta sexta-feira (27) e foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (saiba como funciona).


FALSO

“Enquanto não elegerem outro presidente no Brasil não me apresentem para esse tal de Bolsonaro” - Joe Biden.

Uma suposta declaração em que o democrata Joe Biden diz não querer ser apresentado a Jair Bolsonaro “enquanto não elegerem outro presidente no Brasil” vem viralizando nas redes sociais. Isso, no entanto, nunca foi dito pelo presidente eleito dos EUA: em busca por relatos na imprensa internacional e em publicações em suas redes sociais oficiais (Facebook, Twitter e Instagram), o Aos Fatos não encontrou nenhuma declaração semelhante.

Bolsonaro não tem sido nem mesmo citado por Biden em entrevistas ou discursos recentes. Durante a campanha, o democrata chegou a mencionar o Brasil em um dos debates presidenciais, ocorrido no dia 29 de outubro. Ao falar sobre mudanças climáticas e a necessidade de preservar o meio ambiente, Biden disse que “a floresta amazônica no Brasil está sendo derrubada, está sendo destruída. Mais gás carbônico é absorvido ali do que todo o carbono emitido pelos EUA. Eu tentarei ter a certeza de fazer com que os países ao redor do mundo arrecadem US$ 20 bilhões e digam [ao Brasil]: ‘Aqui estão US$ 20 bilhões. Pare de destruir a floresta. Se você não parar, vai enfrentar consequências econômicas significativas’".

Ao comentar a fala de Biden sobre as possíveis sanções comerciais por conta do desmatamento, o presidente brasileiro, no dia 10 de novembro, alertou para um possível conflito: “Assistimos há pouco um grande candidato a chefe de Estado dizer que se eu não apagar o fogo na Amazônia levanta barreiras comerciais contra o Brasil. Como é que nós podemos fazer frente a tudo isso? Apenas na diplomacia não dá. Porque quando acaba a saliva, tem que ter pólvora, se não, não funciona. Precisa nem usar pólvora, mas tem que saber que tem”.

Bolsonaro compõe, junto de Vladimir Putin (Rússia) e Andrés Manuel López Obrador (México), o grupo de líderes que ainda não reconheceu a vitória de Biden nas eleições presidenciais americanas.

Referências:

1. Facebook (Joe Biden)
2. Twitter (@JoeBiden)
3. Instagram (@joebiden)
4. Rev
5. Planalto
6. Financial Times

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.