É falso calendário de vacinação contra Covid-19 de pessoas entre 18 e 71 anos

Por Marco Faustino

24 de março de 2021, 17h36

Não é verdade que o Ministério da Saúde tenha divulgado um calendário de vacinação contra a Covid-19 que prevê imunização de todos aqueles com idades entre 18 e 71 anos até agosto deste ano, como afirmam postagens nas redes (veja aqui). A pasta informou que não estabelece cronograma prévio para que estados ou municípios façam a imunização. São definidos apenas quais são os grupos prioritários, e governos e prefeituras têm autonomia para seguir com a vacinação de acordo com a realidade local. Portanto, as datas informadas são falsas.

Peças de desinformação com o conteúdo enganoso acumulavam ao menos 1.500 compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quarta-feira (24). Todas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da plataforma (veja como funciona). A peça de desinformação também circula no WhatsApp, mas, devido à natureza do aplicativo, não é possível estimar seu alcance.


Previsão de vacinação para o Covid. Fonte: Ministério da Saúde

Circula nas redes sociais um falso cronograma de vacinação contra a Covid-19, atribuído ao Ministério da Saúde, que prevê a imunização de pessoas entre 18 e 71 anos até agosto deste ano. Ao Aos Fatos, a pasta esclareceu que não estabelece qualquer calendário com datas de vacinação em estados ou municípios, e que estes têm autonomia para seguir com a imunização de acordo com a realidade local.

“Conforme o andamento da campanha, [estado e municípios] podem prosseguir ampliando a imunização dos grupos prioritários, sequencialmente, de acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19”, diz um trecho da nota.

No mais recente informe do plano mencionado pelo ministério, que vem sendo adotado pela União e por estados e municípios, fazem parte do grupo prioritário os trabalhadores da área da saúde, idosos acima de 70 anos, assim como pessoas acima de 60 anos desde que residam em instituições de longa permanência, povos indígenas, quilombolas e comunidades ribeirinhas.

Desmentidos. O falso calendário já foi alvo de desmentido por governos estaduais e prefeituras. A Dive-SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) publicou um desmentido no Twitter. Prefeituras de municípios catarinenses, como Brusque e Jaraguá do Sul, também negaram a existência do cronograma. O mesmo foi feito pela Prefeitura de Porto Alegre (RS).

Em São Paulo, além de desmentir a existência do calendário, o governo estadual informou que as únicas datas confirmadas são para quem tem a partir de 69 anos. Para idosos entre 69 e 71 anos a vacinação será iniciada em 27 de março.

No Distrito Federal, a Secretaria de Saúde informou que está vacinando, neste momento, pessoas com 69 anos. Segundo o órgão, a vacinação para as demais faixas etárias será divulgada quando houver possibilidade de ampliar a vacinação, o que depende da chegada de mais doses das vacinas.

Esta peça de desinformação também foi checada pela Agência Lupa, Boatos.org, Estadão Verifica e G1.

Referências:

1. Ministério da Saúde (Fontes 1 e 2)
2. Twitter
3. Prefeitura de Brusque
4. Facebook (Fontes 1 e 2)
5. Prefeitura de Porto Alegre
6. Secretaria de Saúde do DF
6. Agência Lupa
7. Boatos.org
8. Estadão Verifica
9. G1


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.