Dilma não disse que solução para volta às aulas seria rodízio de professores e alunos

Compartilhe

Não há registros de que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) tenha dito que a volta às aulas durante a pandemia poderia ser feita por meio de rodízio entre professores e alunos. Aos Fatos não encontrou nenhuma declaração semelhante na imprensa ou nas redes sociais da petista.

O conteúdo enganoso (veja aqui) circulou primeiro em maio deste ano, mas continua sendo repassado nas redes sociais. Uma publicação recente, sozinha, possui ao menos 2.200 compartilhamentos nesta terça-feira (1º). Todas as postagens foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação (entenda como funciona).


FALSO

Circula há meses nas redes sociais publicações que atribuem a declaração “a solução para volta às aulas é um rodízio entre professores e alunos: um dia vai os professores e no outro os alunos” à ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Aos Fatos, no entanto, não encontrou nenhum indício na imprensa ou nas redes sociais (Facebook e Twitter) de que frase semelhante tenha sido dita pela petista.

A única vez que Dilma utilizou a palavra “rodízio” foi em uma citação ao texto de Fernando Brito publicada no site Tijolaço sobre o rodízio de veículos: “O fechamento total das áreas avassaladas pelo contágio, medida que é praticamente a recomendação unânime dos epidemiologistas, é evitado com medidas cínicas: faz-se um rodízio de veículos — os que têm carro de placa par contaminam-se em dias pares, os de ímpares, nos dias ímpares”.

A declaração sobre a volta às aulas aparece apenas como piada em publicações nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, a mesma frase foi publicada quando uma usuária questionou o título de uma matéria do G1:

Declarações falsamente atribuídas à ex-presidente são recorrentes nas redes sociais. Em 2019, Aos Fatos desmentiu que a petista teria dito que “a lua é mais importante que o sol” e que ela teria confundido John Lennon com Elvis Presley em uma publicação no Instagram.

A peça de desinformação também foi desmentida pelo Boatos.org e pelo Estadão Verifica.

Referências:

1. Facebook (DilmaRousseff)
2. Twitter (dilmabr)
3. Tijolaço
4. G1
5. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Compartilhe

Leia também

Como investigar as 'big techs' sem usar as soluções vendidas por elas

Como investigar as 'big techs' sem usar as soluções vendidas por elas

falsoImagem não prova que Trump foi baleado no peito em atentado

Imagem não prova que Trump foi baleado no peito em atentado

falsoÉ falso que X suspendeu perfil do ‘Globo’ após notícia sobre atentado contra Trump

É falso que X suspendeu perfil do ‘Globo’ após notícia sobre atentado contra Trump