Foto que mostra crianças ao lado de veículos militares ucranianos é de 2016

Por Marco Faustino

11 de março de 2022, 14h11

Não é recente a foto que mostra duas crianças de mãos dadas que observam veículos militares na Ucrânia, como tem sido compartilhado nas redes sociais (veja aqui). A imagem circula na internet desde 2016 e retrata crianças na cidade ucraniana de Dnipropetrovsk.

Postagens com o conteúdo enganoso acumulavam ao menos 5.000 compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (11).


Selo distorcido

Foto que mostra crianças e blindados não foi tirada durante a atual guerra na Ucrânia

A foto de duas crianças que observam carros militares com a bandeira da Ucrânia não foi registrada durante a atual guerra no país, como sugerem postagens nas redes sociais. Por meio de busca reversa, Aos Fatos localizou a imagem em uma publicação de 22 de março de 2016 na página do Ministério da Defesa da Ucrânia no Facebook. O registro é atribuído ao fotógrafo Dmitry Muravsky, que também o publicou em um álbum intitulado “Crianças da Guerra” em seu perfil na rede social.

De acordo com a emissora de TV ucraniana Canal 5, as crianças são de Krasnohorivka, na província de Donetsk, e estavam de férias em Dnipropetrovsk. Desde 2014, Donetsk é alvo de conflito armado entre grupos separatistas pró-Rússia e forças de segurança ucranianas. Em 2016, o governo da Ucrânia lançou uma ofensiva contra os separatistas. Segundo o canal, as escolas da região foram bombardeadas, e voluntários passaram a organizar viagens de férias para crianças em áreas distantes do conflito.

Origem. O registro é difundido nas redes sociais como print de uma publicação no stories do Instagram do perfil do jogador ucraniano Roman Yaremchuk, do Benfica. O nome de usuário que aparece na reprodução é o mesmo da conta verificada dele, porém a foto atual do perfil não é a mesma. Como as postagens dos stories desaparecem após 24 horas, Aos Fatos não conseguiu verificar se foi realmente ele quem publicou a imagem. Procurado, Yaremchuk não respondeu até a publicação desta checagem.

Esta peça de desinformação também foi checada pela AFP.

Referências:

1. Facebook (Fontes 1 e 2)
2. Canal 5
3. El Pais
4. Instagram


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.