UN Photo/Cia Pak

Na ONU, Bolsonaro lista rosário de mentiras sobre ambiente, pandemia e corrupção

Por Amanda Ribeiro, Débora Ely, Luiz Fernando Menezes, Marco Faustino e Priscila Pacheco

21 de setembro de 2021, 11h28

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enfileirou mentiras e distorções durante seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (20). As informações enganosas apareceram em diversos temas abordados pelo mandatário, como o combate à pandemia, a preservação do meio ambiente e o desempenho econômico brasileiro.

Dos 41 trechos checados por Aos Fatos, 23 (56%) continham desinformação e receberam os selos falso (10), exagerado (2), insustentável (2) e impreciso (9). As outras 18 afirmações foram classificadas como verdadeiras (44% do total verificado).

A seguir, confira a transcrição e as checagens do discurso.


Carregando checagem em tempo real...

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.