Chás de boldo do chile e de quina quina não previnem nem curam Covid-19

Compartilhe

Não é verdade que chás de boldo do chile e de quina quina podem ser usados para prevenir ou curar a Covid-19, conforme é dito em um vídeo que tem circulado nas redes sociais (veja aqui). Segundo o Ministério da Saúde, nenhum tipo de infusão é eficaz contra a infecção do novo coronavírus. A pasta e a OMS (Organização Mundial da Saúde) ressaltam que ainda não há remédio ou tratamento específico para a doença.

Publicado por perfis pessoais no Facebook, o vídeo com a falsa recomendação contava com ao menos 1.900 compartilhamentos nesta sexta-feira (19). Todas as publicações foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da rede social (saiba como funciona).


FALSO

Informe repórter cidadão Lima Neto. Tratamento com ervas naturais do coronavírus em plena Amazônia Legal. Deus é generoso conosco.

Um vídeo que tem sido compartilhado nas redes sociais diz que chás de boldo do chile (Peumus boldus) e quina quina (Coutarea hexandra) são eficientes para curar ou prevenir Covid-19, o que não é verdade. A OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma que ainda não existe nenhuma substância que comprovadamente previna ou cure a doença. O Aos Fatos também não encontrou informações sobre os chás na página de notas técnicas e informes de evidências científicas do Ministério da Saúde. Segundo a pasta, chás não devem substituir o tratamento adequado para a enfermidade.

O Aos Fatos também verificou se havia informações sobre o potencial do boldo e da quina quina para Covid-19 nas bases de pesquisas científicas da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), NCBI (National Center for Biotechnology Information) e OMS, mas não encontrou qualquer evidência. As buscas foram feitas nos repositórios utilizando os nomes populares e científicos das plantas.

Segundo o pesquisador do Instituto de Química da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Gildo Girotto, as pessoas podem ter associado a presença de quinina, que é um antimalárico, na quina quina e em pequena quantidade no boldo como algo benéfico. “Há dois erros: não se sabe ao certo se a quinina ou outras substâncias têm efeito contra a Covid-19. Segundo erro: mesmo que ela tivesse o efeito, a quantidade presente nos chás é uma quantidade muito pequena que dificilmente conseguiria ter ação terapêutica para combater o vírus”, explica o químico.

Em maio, outras peças de desinformação indicando o consumo de boldo do chile e quina para Covid-19 foram checadas como falsas por Aos Fatos.


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.

Referências

  1. Aos Fatos (1 e 2)
  2. OMS (1 e 2)
  3. Ministério da Saúde (1 e 2)
  4. Fiocruz
  5. NCBI

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral