Campanha de Manuela D’Ávila não fez post com foice e martelo de brinquedo no Dia da Criança

Por Luiz Fernando Menezes

13 de outubro de 2020, 19h12


Não é verdade que Manuela D’Ávila, candidata à Prefeitura de Porto Alegre (RS) pelo PCdoB, publicou em suas redes sociais uma foto do símbolo do comunismo formado por uma foice e um martelo de brinquedo como homenagem ao Dia da Criança. Além de não haver publicação semelhante em nenhuma das redes sociais da candidata, D’Ávila desmentiu a peça de desinformação

A publicação com a falsa alegação passou a circular nas redes na última segunda-feira (12) e acumula, até o momento da publicação desta checagem, mais de 1.200 compartilhamentos. Todas as publicações foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação do Facebook (entenda como funciona).


FALSO

Uma foto do símbolo do comunismo formado por uma foice e um martelo de brinquedo vem sendo compartilhada nas redes sociais como se fosse uma publicação oficial feita pela campanha de Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) à Prefeitura de Porto Alegre, na última segunda-feira (12), Dia da Criança. Mas a postagem é falsa: não há registros de publicações semelhantes em nenhuma das redes sociais da candidata (Facebook, Twitter e Instagram), que também desmentiu a peça de desinformação.

O que parece ter ocorrido foi uma montagem com base em três imagens: a foto dos brinquedos (que aparece nas redes sociais russas desde junho de 2017), o banner do site oficial da campanha de D’Ávila e uma publicação feita no começo de outubro (veja abaixo à direita)

D’Ávila chegou a comentar sobre a publicação enganosa em seu Facebook oficial e a classificou como uma mentira. Em mensagem enviada ao Aos Fatos, a candidata disse que as publicações falsas contra ela vêm se multiplicando nas redes: “O pior é ver candidatos e candidatas que fazem uso desse expediente para buscar emblocar o ódio e angariar votos”.

Ela se referia a Fernanda Barth (PRTB), candidata a vereadora de Porto Alegre, que compartilhou a peça de desinformação na última segunda-feira. Ao ser informada que a postagem era falsa, Barth apagou a publicação de seu Facebook. Ao Aos Fatos, ela afirmou ter recebido a publicação por WhatsApp e disse que vai "fazer política limpa, que é o que o país precisa”.

Referências:

1. Facebook (ManuelaDavila 1, 2 e 3)
2. Twitter (@Manuela Davila)
3. Instagram (manueladavila)
4. Manuela.poa.br

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.