Bolsonaro não foi ‘expulso’ do Maracanã sob vaias em jogo do Flamengo no dia 7 de setembro

Por Marco Faustino

12 de setembro de 2022, 17h18

Não é verdade que o presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), foi expulso do Maracanã após ser vaiado durante a partida entre Flamengo e Vélez Sarsfield, da Argentina, como é dito em um vídeo que circula nas redes (veja aqui). A gravação mostra o momento em que Bolsonaro vai até a parte da tribuna de honra em que pode ser visto pelo público, que o recebe com um misto de vaias e aplausos. Ele não deixou o estádio após esse momento.

Publicações que com os vídeos fora do contexto original acumulavam 7.000 compartilhamentos no Facebook nesta segunda-feira (12).


Selo falso

Bolsonaro expulso do Maracanã aos gritos

Publicações difundem vídeo de manifestação contra Bolsonaro para alegar que o mandatário foi expulso sob vaias do Maracanã, o que é falso

Não é verdade que o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) foi expulso sob vaias do Maracanã, no Rio de Janeiro, durante a partida entre Flamengo e Vélez Sarsfield pela Copa Libertadores da América, que aconteceu em 7 de setembro deste ano. Na realidade, Bolsonaro se dirigia à parte frontal da tribuna de honra, onde foi recebido com um misto de vaias e aplausos. Antes, ele havia acenado para apoiadores. Ele não deixou o estádio após o ocorrido.

O vídeo difundido pelas publicações checadas mostra uma parte da torcida xingando o presidente e, na sequência, o momento em que ele volta para os assentos da tribuna de honra. Bolsonaro assistiu à partida entre Flamengo e o clube argentino Vélez Sarsfield pela Copa Libertadores da América após as celebrações do Dia da Independência, em Brasília e no Rio de Janeiro. Outros vídeos divulgados pela imprensa mostram que Bolsonaro não recebeu apenas vaias: ele também foi ovacionado por torcedores, que gritaram “mito”.

Referências:

1. YouTube (Fontes 1, 2 e 3)
2. Metrópoles
3. UOL
4. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.